O site da Animais Curiosos utiliza cookies. Saiba mais sobre nossas Políticas de Cookies clicando aqui. Ao navegar você concorda com a sua utilização.
Saiba mais sobre os cookies em nossa Advertência Jurídica e Políticas de Privacidade

Gato agressivo e agora?

Gato agressivo e agora?

Que os felinos são mais reclusos e não interagem demais já é de conhecimento de todos, mas ter um gato agressivo, que começa a atacar o dono, as visitas e outros animais, aí já é um problema.

Infelizmente, muitas pessoas acham que o temperamento agressivo é uma característica dos gatos, logo acabam aceitando que é isso é algo normal, mas a verdade é que não é.

Quando esses bichinhos ficam assim, algum problema está acontecendo e existem formas de melhorar o temperamento do gato agressivo.

Por isso, separamos os motivos e o que fazer para amenizar esse comportamento.

Leia também: Cuidados que você deve ter com gatos

Motivos que tornam o gato agressivo

Os principais motivos que levam um gato a se tornar agressivo são:

  • Medo de algo;
  • Dor ou desconforto;
  • Empolgação demais;
  • Sentindo-se ameaçado;

Geralmente, dá para saber o motivo através dos sinais corporais do gato agressivo, principalmente antes do ataque acontecer.

Assim, basta apenas observá-lo para saber o motivo, depois é só começar a agir para diminuir o problema do gato agressivo.

Leia também: Gato preto – Superstição que gera abandono

Agressividade por medo

Nessa situação o gato age como se fosse a vítima, muda a postura, as orelhas ficam levemente caídas, o corpo fica inclinado e o rabo preso ao corpo.

Esse tipo de agressão acontece porque o felino acredita que está tentando se defender, assim ele fica com medo e o seu instinto primário é fugir.

O problema maior do gato agressivo aqui, é que se ele não encontrar um meio de sair correndo, com certeza ele vai atacar e isso não é algo agradável.

Alguns cenários podem fazer com que o gato fique com medo e agressivo, como a introdução de um novo animal em casa ou até mesmo alguma pessoa desconhecida no seu território.

Solução

Nessa situação a melhor saída é disponibilizar, sempre para o gato, locais onde ele possa fugir e se esconder, como prateleiras ou um local parecido com uma toca, assim as chances de ataque podem ser amenizadas.

Leia também: Saiba tudo sobre resgate e adoção de gatos

Agressividade territorial

Nessa situação o gato age como um predador, a postura fica totalmente reta, orelha para cima, o pelo fica eriçado e o rabo duro.

Geralmente, existe um certo enfretamento e logo depois ele parte para cima, tornando-se um gato agressivo.

Normalmente, isso acontece porque ele está se sentindo ameaçado, seja uma de forma territorial ou por se sentir desprotegido diante de alguma situação, então, sem sombra de dúvidas, ele irá atacar.

O maior problema nesse cenário, é que existem ocasiões em que o gato simplesmente parte para cima, sem “pensar”, ou seja, você vai precisar estar atento para entender o que aconteceu.

Solução

Tendo em casa um gato agressivo porque está se sentindo ameaçado, uma boa saída é dar atenção e transmitir segurança, assim ele ficará mais relaxado e, consequentemente, não irá atacar.

Agressividade por dor

Um gato agressivo por dor é bem fácil de se perceber, pois os sinais são claros e bem diretos.

Se ao pegar o seu felino no colo ou mesmo ao tocá-lo ele ataca, esse é um sinal que ele está sentido dor e, por isso, acaba sendo agressivo.

Muitos donos de animais, quando lidam com essa situação, acreditam que o gato apenas não gosta de carinho, mas o problema é muito maior do que parece.

Esse desconforto causado pelo toque, muitas vezes é sinal de doença e, ser agressivo, é a única maneira que o seu animalzinho encontrou de se proteger.

Solução

A melhor solução para um gato agressivo por dor, é leva-lo ao veterinário, pois qualquer sinal de doença só pode ser resolvido depois de uma consulta.

Agressividade por empolgação

A agressividade por empolgação acontece, muitas vezes, em meio a brincadeiras.

O gato fica agressivo durante uma brincadeira por se empolgar demais, então acaba agindo como presa.

Para isso, eles dão sinais, o primeiro deles é ficar com o corpo abaixado, a parte traseira erguida, os olhos fixos na “presa” e a cauda em movimento.

O pior de um gato agressivo nessa situação é que se você tentar parar a brincadeira, o comportamento do bichinho pode acabar piorando ainda mais.

Solução

A principal solução nessa situação é mudar o tipo de brincadeira, modificando o tipo de interação.

O ideal é sempre ficar atento a brincadeira que está sendo feita quando o gato fica agressivo e então mudá-la na próxima vez.

Conclusão

De forma geral, essas são as soluções para amenizar o problema do gato agressivo.

Contudo, nem sempre os sinais são tão claros como descrevemos acima, por essa razão, você precisa prestar bastante atenção para distinguir o comportamento.

Porém, se o seu gato é agressivo a ponto de se tornar perigoso para você e outros animais, a melhor saída é levar o animal a um profissional em adestramento ou até mesmo um veterinário.

Envie seu comentário

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE