O site da Animais Curiosos utiliza cookies. Saiba mais sobre nossas Políticas de Cookies clicando aqui. Ao navegar você concorda com a sua utilização.
Saiba mais sobre os cookies em nossa Advertência Jurídica e Políticas de Privacidade

Pode dar dipirona para cachorro ?

Pode dar dipirona para cachorro ?

Uma pergunta frequentemente enviada para nós é  “pode dar dipirona para meu cachorro?”

Popularmente conhecido pelo nome comercial dipirona, o metamizol é utilizado para o alívio da dor e pela sua leve ação anti-inflamatória. Ela é um dos medicamentos mais populares entre os humanos, desde 1922. Também tem ação antipirética e espasmolítica, sem contraindicações. O medicamento poderá ser oferecido para cães, desde que seja oferecida a dosagem correta.

Leia também: 18 Fatos sobre animais que farão você sorrir mesmo que seu dia esteja ruim

Pode dar dipirona : Finalidade do medicamento

Este é um medicamento indicado para situações de dores leves e moderadas, em especial quando for relacionada a dores de tecidos moles, bem como espasmos de musculatura lisa (bexiga, órgãos internos e estômago) ou cólicas de trato urinário. Em situações mais graves, a dipirona poderá ser administrada com analgésicos opioides, sempre com a supervisão de veterinários.

O dono do cão que está sendo medicado precisa ter atenção para o surgimento ou o agravamento de sintomas dos órgãos (função hepática e excreção renal) . A dosagem exige um cuidado especial principalmente no caso de cães idosos, cães debilitados, ou mesmo que sejam submetidos a tratamento de medicamentos por períodos considerados prolongados.

Leia também: Como ensinar meu cachorro a fazer xixi no lugar certo

Pode dar dipirona : Efeitos colaterais

O uso da dipirona nos tratamentos veterinários ainda exige mais estudos científicos. Até onde se sabe, trata-se de uma droga segura e eficaz para cães e também para gatos. É imprescindível seguir a orientação médica para evitar as overdoses, mesmo que o animal aparente estar sofrendo. Os horários da ingestão do medicamento precisam ser respeitados.

Entretanto, situações de dor devem ser tratadas nos cães pois provocam complicações digestórias, respiratórias e também cardiovasculares. Na grande maioria das vezes, estes desdobramentos da doença são confundidos aos efeitos colaterais do medicamento, estes apresentam de forma mais discreta ações benéficas de dipirona quase sempre compensando pequenos incômodos aos animais de estimação.

Leia também: Petiscos para cães – Quais são os melhores? 

Pode dar dipirona : A dose certa

A dosagem recomendada é de uma gota por quilo do animal. Lembrando que o limite máximo são de 35 gotas, a cada seis horas, mas recomenda-se evitar a automedicação e lembre-se, apenas profissionais de saúde estão habilitados a verificar as condições orgânicas e receitar a medicação correta e a posologia adequada. Pois os exames laboratoriais que seu cão fará dirá de fato a dosagem recomendada para o seu caso.

O remédio tomado de forma errada ou excessiva pode ser responsável por úlceras gástricas e do duodeno, alergias e gastrites. Em alguns casos, a automedicação apenas mascara os sintomas de diversas doenças, podendo trazer complicações mesmo no curto prazo. Muitos donos perderam seus cachorros por não observar esta regra básica.

Situações de diarreias frequentes, sangue em vômito, e alterações neurológicas, entre elas convulsões, indicam que houve uma dosagem em excesso, e se trata de uma emergência veterinária.

Leia também: 8 Dicas para brincar com o seu cão dentro de casa

Pode dar dipirona : Como dar o remédio

Pode dar dipirona para meu cachorroO dipirona deve ser administrado por via oral, podendo ser diluído em água ou suco para o seu cão.

Caso você tenha dificuldade de dar o medicamento, coloque as gotas do medicamento em uma seringa ou conta-gotas. Em seguida aplique na boca do animal, bem próximo a garganta para que o medicamento não seja desperdiçado. Para isso, levante suavemente sua cabeça para cima e insira a seringa na lateral da boca do cão, bem entre os dentes.

Para que você tenha certeza que o seu cão tomou o medicamento, uma boa dica é esfregar suavemente o nariz, para estimulá-lo a engolir com mais facilidade. Termine a aplicação com afagos e brincadeiras, para que o cachorro não associe o medicamento como sendo um castigo.

Envie seu comentário

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE